Aquarium Brasil
Atenção

Se você não está cadastrado clique em Registrar-se se já tiver cadastro Conecte-se!

Atenciosamente:

 
Redes Sociais




Total de visitas
estatisticas gratis
Últimos assuntos
» Vitaminas x Doenças
Qui Dez 07, 2017 9:05 pm por Diogo Monteiro

» turbinando minha ração
Qui Dez 07, 2017 6:46 pm por Diogo Monteiro

» Doença! peixe pega vermes? Sim, aprenda vermifugar
Qui Dez 07, 2017 5:39 pm por Diogo Monteiro

» O uso de ozônio no aquário, twinstar e outros.
Qua Dez 06, 2017 10:00 pm por Diogo Monteiro

» Porque meus bettas não crescem rápido?
Sex Dez 01, 2017 5:16 pm por AquariumBrasil

» Algas petecas, barba negra.
Qui Nov 30, 2017 11:19 am por Diogo Monteiro

» intoxicação devido a amônia.
Qui Nov 30, 2017 9:59 am por Diogo Monteiro

» Plantas low tech
Qua Nov 29, 2017 12:47 am por Diogo Monteiro

» pinhas, folhas de amendoeira
Qua Nov 29, 2017 12:43 am por Diogo Monteiro


[Peixes-Gato & Cascudos] Apresentação da espécie Oto, limpa vidros

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Artigo [Peixes-Gato & Cascudos] Apresentação da espécie Oto, limpa vidros

Mensagem por AquariumBrasil em Sex Jan 25, 2013 11:40 pm

Oto, limpa vidros



Nome comum: oto, limpa vidros
Nome Científico: otocinclus affinis
Família: Loricariidae
Habitat: América do Sul (Brasil)
pH: 5.2 – 7.5
Temperatura: 20.0 – 28.0
Dureza: GH 4-15 KH 2-8 (dureza média)
Tamanho Máximo: 4,0 a 5,0 centímetros
Sociabilidade: Grupo (apesar de se poder manter sozinho eles preferem viver em grupo)
Agressividade pacifico
Manutenção fácil
Zona do Aquário: Parte inferior (Nos vidros do aquário e plantas)
Aquário Mínimo: 60 litros
Alimentação: Bom comedor de algas, flocos vegetais, pastilhas de fundo e dietas FD
Características:
Existem mais de 20 espécies similares de Otocinclus espalhadas desde as Bacias do Orinico/Amazônia até o Sul do Brasil.
Os olhos estão fixados nas laterais e são visíveis quando se olha a partir de baixo.
O peitoral, pélvicas, dorsal, anal e barbatanas são muito claros e da barbatana caudal é listrada. As fêmeas são mais arredondadas e robustas.
Reprodução:
As fêmeas são maiores que os machos. A sua reprodução em cativeiro teria de ser classificada como difícil, apesar de existir reprodução esta parece ser uma ocorrência esporádica.
As femeas fazem a desova dos ovos, colocando-os nas folhas das plantas ou no vidro do aquário. A eclosão dos ovos é feita em cerca de dois a três dias depois. Após recém-eclodidos eles devem ser alimentados com salmoura de camarão, flocos esmagados de vegetais alimentares e até mesmo espinafre cozido


Dúvidas e Sugestões são Bem vindas!


avatar
AquariumBrasil
Administrador
Administrador

Masculino
Data de inscrição : 25/01/2013
Mensagens : 97
Pontos : 200

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum