Aquarium Brasil
Atenção



Olá seja bem vindo ao Fórum Aquarium Brasil esta é uma mensagem automática para avisar de antemão que para interagir no fórum e suas respectivas salas de discussão é necessário que você visitante registre-se não demora nada e você mesmo pode ativar seu cadastro através de seu e-mail pessoal obrigado por visitar a Aquarium Brasil
Total de visitas
estatisticas gratis

Apresentação da espécie Ciclideos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Artigo Apresentação da espécie Ciclideos

Mensagem por AquariumBrasil em Sex Jan 25, 2013 11:49 pm

Ciclídeos

Os ciclídeos possuem o corpo comprimido lateralmente, uma narina apenas por lado do corpo, a linha lateral dividida e espinhos nas nadadeiras dorsal e anal (dorsal, entre 7 e 25 raios duros e 5 e 30 raios moles; anal, entre 3 e 15 raios duros, geralmente 3, e 4 e 15 raios moles, em algumas espécies até 30). O grupo caracteriza-se ainda: pela presença de uma única narina em cada lado da cabeça, pela presença de dentes nas duas mandíbulas e na garganta e pelo intestino, que sai do estômago pelo lado esquerdo (ao contrário dos restantes grupos de peixes).
Os ciclídeos têm ampla distribuição geográfica nas Américas, África, Madagáscar, litoral sul da Índia, Sri Lanka e Oriente Médio. Foram introduzidos em vários países dos 4 continentes, e em alguns são a única fonte de proteína animal para milhões de pessoas.
As espécies mais conhecidas são que habitam o continente americano (ciclídeos neotropicais) onde se destacam os populares acará-disco (Symphysodon aequifasciatus) e acará-bandeira (Pterophyllum scalare). O continente africano, mais precisamente na região do Rift Valey (Lagos Vitória, Malawi e Tanganica) se destaca pela biodiversidade de espécies dessa família. Estes ciclídeos africanos caracterizam-se pela exuberante coloração e seus tamanhos variam de 2,5 centímetros (Neolamprologus multifasciatus) a 80 centímetros (Boulengerochromis microlepis), ambos do lago Tanganica. No Malawi encontramos predominantemente os gêneros Pseudotropheus, Melanocromis e Aulonocaras. Possuem as mais variadas formas, mas em geral o corpo é moderadamente profundo e comprimido. O lago Malawi merece especial atenção por ser habitat das espécies mais coloridas da família. Muitas espécies de ciclídeos são criadas e comercializadas como peixes ornamentais, ou exploradas na pesca comercial e esportiva (ex. Tilápias).

Ciclídeos africanos

Os Ciclídeos africanos pertencem à familia Cychlidae, a família mais numerosa em espécies e dividida em dois grandes grupos: Ciclídeos americanos e Ciclídeos Africanos. As principais características desta família são: presença de espinhos nas nadadeiras dorsais e anais, corpo comprimido lateralmente e a ocorrência de dentes na mandibula e garganta.

Os Ciclídeos Africanos são os peixes de água doce que mais se aproximam da coloração de peixes marinhos e vivem em Ph bastante alcalino.
A maioria dos Ciclídeos Africanos são endêmicos, ou seja, somente encontrados na respectiva região de origem. As suas formas, bem como coloração e tamanho (2,5 a 80 cm) são diversificadas. Em referência à alimentação, eles podem ser herbívoros (alimentação à base de vegetais), onívoros (alimentação à base de vegetais e proteínas) e predadores (alimentação com alto nível de proteína).

Os Ciclídeos Africanos, como já diz o nome, são originários da África e podem ser encontrados em tês lagos distintos:

Lago Malawi
O lago que mais possui variedade de Ciclídeos, entre 500 e 1000 espécies, a maioria ainda não descrita. Os ciclideos do Lago Malawi, são dividos enm dois grandes grupos: Mbuna, que são os peixes habitantes da parte rochosa do lago (zonas litorais) e Non-Mbuna, que são todos os que habitam o substrato arenoso que fica no restante do lago. Os Mbuna são peixes menores, mais ativos e agressivos, são herbívoros ou onívoros. Os principais gêneros representantes deste grupo são: Pseudotropheus, Melanochromis, Labidochromis, Cynotilapia e Gephyrochromis. Os Non-Mbuna são maiores, um pouco menos agressivos e possuem territórios mais espaçados entre si, são predadores. Os gêneros mais comuns são: Aulonocara e Haplochromis. O pH encontrado no lago varia entre 7,5 e 8,5 dependendo das marés ou correntes presentes no local.

O pH de aquários de Ciclídeos Africanos deve ser mantido entre 7,6 e 8,5. O monitoramento é feito com testes específicos, que possui uma faixa de mensuração mais alta que os testes de pH tradicionais. A temperatura ideal está em torno de 27 °C.

Estes peixes preferem águas com alto teor de oxigênio dissolvido, baixa concentração de CO2 e dureza em carbonatos entre 8 e 10 odH.

Para a alimentação de Ciclídeos Africanos foram desenvolvidas rações específicas, elaboradas com uma grande variedade de ingredientes de qualidade, que atendem com perfeição suas necessidades nutricionais.

avatar
AquariumBrasil
Administrador
Administrador


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum