Aquarium Brasil
Atenção



Olá seja bem vindo ao Fórum Aquarium Brasil esta é uma mensagem automática para avisar de antemão que para interagir no fórum e suas respectivas salas de discussão é necessário que você visitante registre-se não demora nada e você mesmo pode ativar seu cadastro através de seu e-mail pessoal obrigado por visitar a Aquarium Brasil
Total de visitas
estatisticas gratis

Apresentação dos killifishes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Artigo Apresentação dos killifishes

Mensagem por Bruno Silva em Sex Jan 25, 2013 11:53 pm

Killifishes



Killifishes - Da origem aos dias de hoje
Um breve histórico dos killies de sua origem ao
hobby contemporâneo - Por Dalton Nielsen

No planeta terra, há 250 milhões de anos, havia um supercontinente chamado Pangea. Há aproximadamente
200 milhões de anos, esse supercontinente começou a se fragmentar. Ao norte, formou-se um continente denominado Laurássia e ao sul, formou-se Godwana. Entre esses dois continentes, formou-se um mar raso chamado Mar de Thetys. Foi justamente nesse mar que surgiram os primeiros peixes ósseos modernos e inclusive os Cyprinodontiformes, ordem da qual pertencem os Killifish.

Killifish são todos os peixes da ordem Cyprinodontiformes que botam ovos, pois existem algumas famílias, dentro
desta ordem, que possuem como estratégia reprodutiva
a viviparidade, ou seja, utilizam fecundação interna
e desenvolvimento embrionário interno. É o caso dos Poecilidae, o qual pertencem os Lebistes, Espadas, Molinésias, etc...

O primeiro killi descrito foi Fundulus heteroclitus (Linnaeus, 1766), como Cobitis heteroclita, originário do estado da Carolina do Sul, na localidade de Charleston, nos Estados Unidos.

Hoje já são conhecidas mais de 900 espécies desta ordem,
e são encontrados em todos os continentes, exceto na Oceania e na Antártida.

Os killies são, geralmente, peixes de porte pequeno e de
um colorido muito intenso, sendo considerados os mais
belos peixes de água doce. Suas estratégias reprodutivas são variadas e é o único peixes que seus ovos podem permanecer secos, dando aos aquaristas a chance de
trocar ovos pelo correio, fato comum na Europa, Ásia e nos Estados Unidos, mas proibido pelas Legislação Brasileira.

O casal de peixe se enterra no substrato da poça e há a desova. Durante a estação da seca, quando as pequenas coleções de água secam, os peixes morrem, mas seus ovos ficam enterrados no substrato. Nessas condições, os ovos se mantem vivos e se desenvolvem. Assim que as primeiras chuvas voltam a cair, os ovos eclodem e recomeça o ciclo dessas espécies.

No Nordeste Brasileiro são conhecidos por "Peixes das Nuvens" pois muitas pessoas não entendem como um local que estava seco pode se encher de peixes após alguns dias de chuvas. Essas pessoas acreditam que os peixes caem do céu nas gotas de chuva, e não é difícil encontrar testemunhos desse folclore.

O termo Killifish foi utilizado pela primeira vez no ano de 1788 por David Scheopff e se referia a pequenos peixes encontrados em pântanos salobros nos arredores da ilha de Manhattam, onde hoje se ergue a cidade de Nova Iorque.

Nos fins do século XVIII, a palavra começou a aparecer na literatura científica com várias grafias: Killyfish, Killefish, Killfish, Killeyfish, Killiefish, antes da atual grafia Killifish.
Em 1803, o naturalista francês Estevão de Lacepede descreveu os gêneros Fundulus e Cyprinodon, difundindo assim a utilização do termo Killifish, aplicado por ele às espécies do gênero Fundulus.

Em 1815, Jordan generalizou a utilização do termo ara todos os peixes da família Cyprinodontidae em um trabalho sobre Cyprinodon variegatus.

Durante o século XIX e início do século XX, inúmeras espécies de Cyprinodontiformes foram descobertas e descritas, aumentando o uso desta nomeclatura. No entanto, a palavra Killifish se popularizou no hobby através do Ictiólogo Gerge S. Myers. Em meados dos anos 40, Myers elaborava trabalhos de sistemática e revisava edições da revista Exotic Aquarium Fishes, a mais conceituada revista de aquarismo da época. Foi devido à popularidade dessa publicação que Killifish virou sinônimo de Cyprinodontiforme ovíparo no mundo inteiro.

Os killis começaram a aparecer no hobby no início do século, mas foi na década de 60 que tiveram uma grande projeção entre os aquaristas. Isso pode ser explicado pela criação das associações de killis que surgiram na época e também com o lançamento do livro Rivulins Of The Old World do dinamarquês J.J.Scheel.

Ao contrário do que muitos acreditam, os Killis, apesar do nome, em geral não são peixes agressivos. O nome Killifish não tem sua origem na língua inglesa - que significa matador - e sim, na língua holandesa - que significa canal. A tradução correta da palavra Killifish é: peixe de canal e não peixe matador. Na década de 70, a AKA (American Killifish Association) patrocinou uma pesquisa da origem do nome Killifish e descobriu que esta confusão se deve ao fato de que a região nordeste dos Estados Unidos foi muito invadida pelos holandeses, os quais deixaram muita influência na língua local.

Por ter como habitat natural pequenas coleções de água, os Killifish têm a funçãona natureza de controlarr as populações de larvas de insetos dessas poças d´água, pois em muitas delas, são os único peixes. Estudos comprovaram que sua principal dieta é quironomos, larvas de mosquitos em forma vermiforme de coloração vermelho-vivo, conhecidos como Blood Worms.

Nos países mais desenvolvidos como os EUA, Japão e na Europa, existem associações dedicadas exclusivamente a criação desses peixes, sendo que uma vez por ano é realizado um congresso no qual chegam a participar mais de 2000 pessoas. As principais associações estão na Holanda, Alemanha, Inglaterra, EUA e França.
avatar
Bruno Silva
Administrador
Administrador


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum